FITA – PROMESSA DE POESIA

PROMESSA DE POESIA

Por Marco Vasques e Rubens da Cunha

Um novo Festival Internacional de Teatro Animação se inicia. O sétimo. Na programação constam 14 espetáculos que se apresentarão nos palcos de Florianópolis e da Grande Florianópolis. O que esperar dessa nova jornada teatral que irá do dia 23 ao dia 29 de Junho?

Primeiro percebe-se que a quantidade de grupos diminuiu bastante em relação ao festival do ano passado, pois virão 10 espetáculos a menos. Isto denota que ou os organizadores do Festival não conseguiram tanto dinheiro para essa edição ou optaram por uma programação mais enxuta, privilegiando a qualidade que a quantidade. Torcemos para que seja a segunda opção, pois um dos graves problemas do festival era o tom maratonesco que estava se dando a ele, sem um olhar mais acurado à qualidade artística dos espetáculos.

O “internacional”, desta vez fica por conta de peças vindas da Espanha, do Chile, do Peru e da Argentina. Este último país representado pelo espetáculo Viejos, do experiente Sergio Mercúrio, El Titiritero de Banfield, com longa trajetória no teatro de animação, Mercúrio fará uma única apresentação no encerramento do Festival. Alguns espetáculos já se apresentaram em Florianópolis como Frankestein – Medo de quem? da Dionisos Teatro. Uma boa oportunidade se ver ou rever um dos espetáculos mais poéticos feitos em Santa Catarina. Por outro lado, a promessa de alguma surpresa fica por conta de Alevanta boi, com direção de Max Reinert e de Diário Malassombrado, da Cia. Mevitevendo, bem como o espetáculo Delírios de Papel, uma produção espano/chilena. O festival também tem uma programação paralela de oficinas e mesas redondas.

Outra boa notícia é que parece que os famigerados lambe-lambes não vieram, pelo menos não constam na programação oficial, o que já é um ensejo de melhora no FITA. Enfim, o que esperamos desse festival é um equilíbrio artístico, ou seja, que as apresentações não se desnivelem tanto como visto nas edições anteriores. E que a promessa de poesia vire carne, carne poética.

Texto publicado no jornal Notícias do Dia [22 e 23/06/2013]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: